...

Compartilhe

Ajude o blog a sobreviver!!! Compartilhe e clique em nossos anúncios!!! É só clicar!!! XD OBRIGADO!
Share |

14 de abr de 2010

Após muito polêmica, CBF reconhece São Paulo como primeiro penta e dono da Taça das Bolinhas


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pôs fim nesta quarta-feira a uma das maiores polêmicas dos últimos anos no futebol brasileiro. Em uma assembleia realizada com representantes das federações estaduais, a entidade reconheceu o São Paulo como primeiro clube pentacampeão brasileiro e definiu que a chamada “taça das bolinhas” deve seguir para o Morumbi.

A CBF também informou que o troféu deve ser entregue ao clube tricolor pela Federação Paulista de Futebol (FPF), com quem o São Paulo vem tendo uma série de divergências nos últimos anos. O presidente do clube, Juvenal Juvêncio, e o mandatário da FPF, Marco Polo Del Nero, são desafetos.
A boa notícia para o São Paulo surge dois dias depois da eleição presidencial do Clube dos 13, que teve como vitorioso Fábio Koff, reeleito por mais três anos e apoiado por Juvêncio. A CBF, por sua vez, apoiava a candidatura de Kléber Leite, ligado ao Flamengo.
Na última terça-feira, surgiu a informação de que o Estádio do Morumbi estaria fora dos planos da Fifa para realizar a abertura da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, mas a entidade máxima do futebol mundial negou que já tenha feito qualquer tipo de veto à arena são-paulina.

Nos bastidores, comentava-se que a notícia teria sido “plantada” pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira, em represália ao posicionamento do São Paulo na eleição do Clube dos 13. Mas, um dia depois, a entidade acabou chancelando que o time paulista é mesmo o primeiro cinco vezes campeão brasileiro, atendendo a uma reivindicação antiga dos são-paulinos.

Entenda a polêmica


A Taça das Bolinhas foi criada pela CBF para ser originalmente entregue ao primeiro clube que conquistasse pela quinta vez o título do Campeonato Brasileiro. Em 1992, o capitão do Flamengo, Júnior, chegou a levantar o troféu após a decisão contra o Botafogo, já que os rubro-negros consideram que a equipe foi campeã nacional em 1987. O título de 1992, portanto, seria o quinto do clube da Gávea.
Em 1987, os dirigentes do Clube dos 13 decidiram fortalecer a entidade – cuja inspiração eram as ligas de alguns países europeus – e criaram a Copa União após entendimentos com a CBF. O novo torneio foi dividido em quatro Módulos: Verde, Amarelo, Azul e Branco.
A CBF determinou que os campeões e vices dos Módulos Verde e Amarelo se enfrentassem em um quadrangular final pelo título brasileiro da temporada – para a definição dos representantes do Brasil na edição da Copa Libertadores da América de 1988. Após a classificação de Flamengo e Internacional no Módulo Verde e Sport e Guarani no Amarelo, a entidade divulgou a tabela da fase final em turno e returno, mas o rubro-negro carioca e o time gaúcho se recusaram a disputar alegando que o regulamento havia sido alterado sem o conhecimento do Clube dos 13.
Sport e Guarani, então, participaram do quadrangular sem a presença dos dois concorrentes – e o time pernambucano foi declarado campeão pela CBF e representou o futebol brasileiro ao lado do Guarani na Libertadores do ano seguinte. O Flamengo, vencedor da Copa União, por sua vez, se considera campeão brasileiro de 1987.
Além dos títulos de 1987, 1992 e 2009, o Flamengo comemorou a conquista do Brasileirão em 1980, 1982 e 1983. O São Paulo, por sua vez, ficou com o título em 1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008.